sábado, 22 de outubro de 2011

CUBA USA O "TIRA CHUTEIRA" PARA ATRASAR JOGO COM BRASIL



Durante o empate em 0 a 0 entre Brasil e Cuba, na noite desta sexta-feira, em Guadalajara, uma tática inusitada para retardar o jogo foi adotado por jogadores cubanos.
O atleta tirava a chuteira e a jogava no campo, demorava para ir calçá-la novamente e o árbitro, sem saber do ocorrido, parava a partida. Assim Cuba ganhava os minutos que queria para segurar o empate.
"Nunca vi isso", reclamou o técnico brasileiro Ney Franco após o jogo. "E foram três jogadores", contou.
O jogador cubano Dayan Hernandez confirmou a tática, e disse que, se preciso for, vão repeti-la contra a Argentina, na última rodada da primeira fase, no domingo.
Hernandez e todos os outros jogadores de Cuba são amadores e vão continuar sendo se continuarem em Cuba, como ele disse que pretende até virar professor de Educação Física. Os jogadores não ganham salário para defender a seleção ou os clubes. Segundo o defensor cubano, "jogam por amor" ao país.
Ao final da partida, os cubanos se abraçaram, comemoraram, pulara, se jogaram no gramado, ensaiaram até uma volta olímpica junto à torcida mexicana que os apoiou o tempo todo, vaiou o Brasil e ainda gritou "olé" no fim.
"Parecia que tinham ganho uma Copa do Mundo", disse o goleiro brasileiro Cesar.

Fonte: Folha.Com
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial